A framboesa é uma fruta que além de bom gosto, tem muitas propriedades para a saúde. Saiba mais.

Antes de mais nada, por uma questão educativa e de curiosidade, vamos diferenciar a framboesa da amora. Uma forma fácil de fazer isso é perceber seu interior. A framboesa tem o núcleo oco, enquanto as amoras são inteiriças. Em relação ao sabor, a amora tem um gosto intenso e menos ácido, enquanto a framboesa apresenta mais suavidade, porém, mais acidez. Alguns chefes de cozinha comparam as duas frutas ao vinho: o branco e o tinto possuem as mesmas diferenças, porém, são similares.

Outra dica é utilizar a amora para caldas e recheios de bolo, já que ela conta com o tal sabor intenso. Já a framboesa combina mais com chocolates ao leite, para sobremesas mais sofisticadas. Ambas têm suas particularidades e são muito saborosas, dependendo da ocasião, podem, inclusive, trabalhar em conjunto.

Propriedades Nutricionais:

É uma fruta rica em sais minerais, como ferro, fósforo e cálcio. Possui propriedades antiinflamatórias e possui uma grande quantidade de proteínas e vitaminas A, B1 e B5, manganês, polifenol, ácido gálico e antioxidantes, importantes na eliminação dos radicais livres.

É uma boa fonte de vitamina C e de antocianina, antioxidante que ajuda o organismo a produzir células que repelem vírus e bactérias invasoras. Ajuda a controlar o colesterol e facilita a digestão e a desintoxicação de organismos.
Cada 100 gramas de framboesa (Rubus idaeus) contém:

  • Calorias – 57 kcal
  • Proteínas – 1 g
  • Gorduras – 0,2 g
  • Vitamina A – 130 U.l.
  • Vitamina B1 (Tiamina) – 25 mcg
  • Vitamina B5 (Niacina) – 0,45 mg
  • Vitamina C (Ácido ascórbico) – 28 mg
  • Cálcio – 35 mg
  • Fósforo – 30 mg
  • Ferro – 1,5 mg

Você pode consumir a framboesa de diversas formas

In natura: Esse é um dos jeitos mais gostosos de consumir a framboesa – ela pura e bem lavada, sem nenhum acompanhamento. Uma boa dica é colher essa frutinha e armazenar num pote para ir comendo algumas porções durante o dia.

Sucos e smoothies: Você pode fazer sucos de frutas vermelhas com framboesa, morango, amora, jabuticaba etc. Também dá para ousar, misturando com verduras (como a beterraba) e outros ingredientes bem saudáveis. É só usar a criatividade para fazer sucos bem coloridos e nutritivos!

Doces e receitinhas caseiras: Existem diversos doces, geleias e tortas que você pode preparar com base na framboesa. A geleia de frutas vermelhas, por exemplo, é uma das mais saborosas que existem. Você pode usá-la para rechear pães, torradas ou até mesmo no preparo de bolos e tortas. Vai ficar uma delícia!

A propriedade de bem-estar

  • Prevenção Da Degeneração Macular
    É claro que somente a framboesa não fará milagres. Mas, o seu consumo pode ajudar a prevenir problemas ligados a degeneração macular. De duas a três framboesas por dia é o suficiente para manter a saúde macular.
  • Fertilidade
    Tanto a fruta, quanto as folhas da framboesa, é excelente para as mulheres que querem aumentar as chances de engravidar. Por muitos séculos essa fruta rendeu remédios caseiros que fortalecessem o sistema reprodutor feminino. Ainda hoje é válido consumir essa fruta para ajudar na fertilidade.
  • Diminuição Do Fluxo Menstrual
    A framboesa também é uma fruta que tem propriedades que interferem no fluxo menstrual exagerado. Se você quer diminuir o sangramento durante a menstruação é recomendado o consumo dessa frutinha poderosa.
  • Saúde Na Gestação
    Durante a gestação é recomendado que antes de consumir o chá das folhas de framboesa, ou até mesmo a fruta, você consulte o seu médico. No entanto, se liberado, saiba que a framboesa ajuda mulheres grávidas a terem menos náuseas. Em doses homeopáticas, a framboesa ajuda na prevenção de hemorragia gestacional. Até mesmo o desconforto gerado pela mudança hormonal da gestante é aliviado pela framboesa.
  • Previne O Câncer
    Ela possui propriedades que não só previnem como também fortalecem o organismo no combate das células cancerígenas. Rica em ácido elágico, que é um fitonutriente que auxilia o seu corpo a eliminar os radicais livres, e auxilia as membranas celulares saudáveis; ela é uma poderosa ferramenta de prevenção ao câncer.
  • Reduz o açúcar no sangue e melhora a resistência à insulina

    A framboesa é pobre em carboidratos e rica em fibras. Um copo (123 gramas) de framboesa tem 14,7 gramas de carboidratos e 8 gramas de fibra, o que significa que a fruta tem apenas 6,7 gramas de carboidratos por porção .
    Por apresentar um baixo índice glicêmico, a framboesa ajuda a reduzir o açúcar no sangue e melhora a resistência à insulina. Em estudos realizados com animais, camundongos alimentados com framboesa apresentaram níveis mais baixos de açúcar no sangue e menos resistência à insulina do que o grupo controle, mesmo com uma dieta rica em gordura.

  • Benefícios da Framboesa com Propriedades Anti-inflamatórias

    A Framboesa evita danos às membranas celulares e outros componentes, reduzindo o crescimento de fungos e bactérias no corpo. A Framboesa também reduz as reações alérgicas devido à ação anti-histamina, as Framboesas reduzem a febre, diarreia, alivia a bexiga e previne a infecção do trato urinário.

Quantidade recomendada

Não existe recomendação mínima estabelecida para o consumo de framboesa, no entanto, em virtude de seu perfil e características nutricionais particulares, recomenda-se que a framboesa seja inclusa no cardápio semanal, em alternância a outras frutas vermelhas. Uma porção de framboesa in natura equivale a aproximadamente 1 xícara de chá (120g).

Para ilustração do elevado conteúdo nutricional, uma porção de framboesa fornece mais de 50% das necessidades de vitamina C diárias e cerca de 1/3 da recomendação mínima de ingestão de fibras alimentares em adultos.

Um observação concerne ao fato de que framboesas estão listados dentre os alimentos que contém quantidades moderadas a elevadas de ácido oxálico, substâncias de ocorrência natural e que, dependendo da quantidade de ingestão, susceptibilidade e condições individuais, podem se ligar ao cálcio e outros minerais formando um complexo insolúvel e se elevando em concentração demasiada nos fluidos corporais. Portanto, em situações em que há necessidade de restrição de ácido oxálico, como em indivíduos com cálculos renais (pedras nos rins), aconselha-se evitar o consumo excessivo destes alimentos ou controlar a ingestão conforme orientação de profissional da saúde.

framboesa

Cuidados com a framboesa

A framboesa é provavelmente segura para mulheres grávidas e que estejam em processo de amamentação de seus bebês quando consumidas em quantidades alimentares.

Já o uso em doses medicinais deve ser feito somente mediante orientação do médico. Existe uma preocupação em relação ao fato do alimento atuar de maneira similar ao hormônio estrogênio, algo que pode resultar em prejuízos para a gestação.

Pelo mesmo motivo, de agir de forma parecida ao hormônio estrogênio, a framboesa deve ser utilizada com cuidado por condições que podem ser agravadas pela exposição ao estrogênio. Dessa categoria, as condições sensíveis ao hormônios são o câncer de mama, o câncer uterino, a endometriose e os miomas uterinos.

Além disso, antes de utilizar o suco de framboesa para auxiliar o tratamento de qualquer condição de saúde que você possua, consulte o médico que cuida do seu caso. E nada de abandonar as indicações dele para tratar-se somente com a bebida, pois isso pode resultar em consequências graves.

Chá de framboesa

O chá de framboesa é feito com as folhas da framboesa e é consumido há milhares de anos. É preparado com a folha verde que fica junto à framboesa na planta, e entre seus benefícios, encontramos o tratamento de infecções e dores de garganta, além de prevenir o câncer de cólon entre outros tipos, e colaborar no combate ao envelhecimento precoce da pele. Os benefícios não estão apenas na fruta, mas nas sementes e nas folhas.

Por ser rica em vitamina C, ajuda no combate à gripes e resfriados, além de agir como um excelente tônico muscular. O chá pode ser usado ainda para curar bronquites, regular o intestino, aliviar cólicas menstruais, ajudar na digestão, tratar problemas gástricos e intestinais e age como laxante e diurético.

Sending
User Rating 0 (0 votes)

Ela conseguiu o seu conhecimento durante os estudos de nutrição humana no Instituto Politécnico de Viseu. Membro da Associação Portuguesa de Nutricionistas. Autora de inúmeras publicações sobre nutrição, treinamentos e estilo de vida. Realiza treinamentos em instituições educacionais públicas. Está constantemente a expandir o seu conhecimento, participando de conferências e treinamentos sobre tópicos relacionados à dieta saudável, obesidade e problemas psicológicos. Empenha-se e presta particular atenção ao trabalho com o paciente para que as mudanças que ela ajuda a implementar nas suas vidas sejam de longo prazo.

We are using cookies on our website

Please confirm that you accept our Privacy Policy. Privacy Policy